Buscar

Conta de luz alta? Vale a pena instalar energia solar em casa!



Com o aumento das tarifas na conta de energia, muitos brasileiros buscam novas possibilidades para tentar diminuir o impacto no orçamento. Uma das estratégias é a instalação de placas de geração de energia solar. Apesar de atraentes, é necessário pesquisar e colocar no papel os custos e benefícios. Em geral, o retorno é bastante atrativo.


O aumento da inflação e a baixa reserva de água nas hidrelétricas impulsionaram a procura por alternativas para economizar com os gastos com energia. Entre as opções, o destaque fica com as fontes renováveis.


Além de desligar aparelhos quando não há utilização e trocar lâmpadas para modelos econômicos, há quem vá além. É o caso da família de Patrick Gigilas, 22, de Campinas. Com gasto total aproximado de R$ 37 mil, ele diz que a decisão de instalar as placas foi resultado da pesquisa feita e da influência do noticiário sobre mudanças climáticas e aumento dos custos das operadoras de energia.


Gigilas explica que a decisão pelo pagamento foi o financiamento em 42 meses. O pagamento da mensalidade seria semelhante ao valor já gasto normalmente, ou seja, não haveria mudança no orçamento familiar. “Não desembolsamos nada antecipadamente e conseguimos fazer tudo de forma eletrônica, sem contato presencial, o que facilitou todo o processo”, comenta. Todos os dados e informações sobre a geração são disponibilizados em um aplicativo que pode ser acessado pelo celular.


Segundo ele, mesmo com algumas estratégias para economia doméstica, como a troca de lâmpadas incandescentes por LED, a demanda de eletricidade na residência aumenta com a compra de novos aparelhos. Mesmo assim, a instalação calculou “sobras” na capacidade de geração no final do mês, o que deixa a família mais confortável quanto ao uso da energia elétrica. Dessa forma, mesmo que adquiram um equipamento com uso mais intenso, como ar-condicionado, as placas ainda conseguem abranger a necessidade.


“Daqui a quatro anos, quando quitarmos, teremos praticamente um salário mínimo extra para o orçamento doméstico, mesmo pagando o valor mínimo de imposto e iluminação pública da mensalidade”, destaca. Segundo as empresas consultadas, as placas possuem eficiência de 30 anos, o que gera uma diminuição de gastos para o longo prazo.


Fonte: Procel

10 visualizações0 comentário