Buscar

Produtores rurais investem em energia solar para reduzir custos




Limpa, sustentável, alternativa e renovável, a energia solar fotovoltaica está assumindo cada vez mais protagonismo no Brasil.


Em maio, o país atingiu a marca de 1,2 milhões de sistemas instalados, que geraram o correspondente a 1,7% da energia ofertada no país durante o respectivo mês.


De acordo com o Ministério de Minas e Energia, a expectativa é de que usinas fotovoltaicas sejam as responsáveis por 17% de toda energia produzida pelo Brasil até 2031.


Predominantes em ambientes urbanos para uso residencial, as vantagens -- como redução na conta de energia e o baixo custo de manutenção -- tem chamado a atenção de produtores rurais, que já são responsáveis por mais de 78 mil usinas instaladas no campo, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).


Além das vantagens e da autonomia proporcionadas pelos sistemas, a sanção da Lei nº 14.300/22, que instituiu o Marco Legal da Energia Fotovoltaica, exime aqueles que optarem pelo investimento na tecnologia, ainda em 2022, do pagamento de tarifas pelo uso de rede e distribuição às concessionárias de energia elétrica, até 2045.


Essas taxas passam a ser inseridas nos sistemas de produção fotovoltaicos instalados a partir de 2023, de maneira proporcional a quantidade de energia injetada em rede pelos usuários.


Fonte: Notícias Agrícolas

2 visualizações0 comentário