Brasil é destaque em energia solar para aquecimento

17/08/2015

 

A Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês), acaba de divulgar um relatório sobre o uso da energia solar para o aquecimento. O estudo avaliou a capacidade total instalada até o final de 2013. O Brasil teve posição de destaque no relatório e apareceu como o 3º colocado mundial em coletores solares abertos instalados e 4º colocado em coletores fechados. No ranking geral, o país ocupa a 5ª posição.

 

O relatório incluiu dados de 60 países, que representam 95% do mercado mundial. Nessas regiões, a capacidade total instalada chegou a 374,7 GWth (gigawatt térmico), que correspondem a um total de 535 milhões de metros quadrados de coletores em operação.

 

O Brasil tem capacidade instalada de 6,726 GWth e 9,6 milhões de m² de coletores. A China representou, de longe, a maior capacidade instalada em operação: 262,3 GWth. Junto com os 44,1 GWth da Europa, as regiões correspondem por 82% do total mundial. Excluindo a China, a Ásia tem 10 GWth de capacidade, os Estados Unidos e Canadá têm 17,7 GWth, América Latina 8,7 GWth.

 

O crescimento da capacidade brasileira foi de 965 MWth, o que deixou o país atrás apenas da China e da Turquia nesse quesito. Essa ampliação na capacidade de geração do aquecimento solar no ano de 2013 supera a potência de uma turbina de Itaipu, de 700 MW.

 

“Nosso país tem uma capacidade imensa para ter a energia solar térmica como uma de suas principais fontes de energia renovável”, disse Luiz Augusto Ferrari Mazzon, presidente do Departamento de Aquecimento Solar da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento (DASOL/ABRAVA).

 

“Somos um país de vasta extensão, com sol o ano todo. A tendência é que nos próximos relatórios, ocupemos uma posição de ainda mais destaque”, acredita.

 

Fonte: GGN Energia

Please reload

Destaques:

Energia solar é incluída em plano contra crise climática na Alemanha

15/10/2019

1/10
Please reload

Recentes:
Please reload

Arquivo: